II Feijoada das Voluntárias pela Vida arrecadou cerca de R$ 500 mil

Voluntárias Pela Vida (8) - Foto Nattan Carvalho

APOIOU ESTA AÇÃO

Divider

O primeiro evento de arrecadação de 2017 das Voluntárias Pela Vida cumpriu e muito sua missão de fazer um domingo inesquecível e solidário. No dia 21 de maio, a casa NTX recebeu cerca de 800 pessoas que aproveitaram o menu da feijoada assinada pelo Chef Lucio e ainda fizeram o bem. O jornalista, apresentador e narrador Galvão Bueno esteve presente no evento e foi quem subiu ao palco para chamar a atração principal do dia: a dupla Zezé Di Camargo & Luciano, que doou seu cachê para a causa e animou o público presente.

A Feijoada arrecadou aproximadamente R$ 500 mil reais e 100% desse valor já está sendo contabilizado para o novo projeto das Voluntárias: a ampliação e reforma das salas de cirurgia e UTI neurológica do Hospital São José, dentro do complexo Santa Casa. O custo total da obra é de R$ 5.625.727,18 e o valor faltante será arrecadado ao longo dos próximos meses através de outros eventos e doações diretas. Com a reforma, o tempo de espera dos pacientes passará de três a quatro meses para uma média de duas semanas.

Na Feijoada, as Voluntárias aproveitaram para anunciar o grande evento de 2017, onde a arrecadação deve atingir o valor pretendido: dia 27 de outubro Porto Alegre receberá a segunda edição do Baile de Gala das Voluntárias Pela Vida.

Atualmente, as Voluntárias Pela Vida são: Ana Paula Vasconcellos Ribeiro, Bettina Becker, Claudia Nubia Warken Bartelle, Helena Dahne Bartelle, Josiane Nogueira de Castro, Karla Graziottin Cagliari Johannpeter, Mariana Araújo Santos Chies, Marina Sirotsky, Nora Livonius Teixeira, Rosana da Silveira, Sabrina Lopes Ribeiro, Scheila Vontobel e Zulma Veloz. No site (www.voluntariaspelavida.com.br) é possível encontrar um descritivo individual de cada uma das integrantes.

 

 

Conheça o novo projeto:

Apresentando estabilidade e crescimento progressivo ao longo de mais de 200 anos, o Complexo Santa Casa é referência no país e América Latina. O Hospital São José, um dos pertencentes ao complexo, é destaque como centro de excelência em tratamentos e estudos em neurologia e neurocirurgia. Atualmente, o Hospital dispõe de duas salas cirúrgicas onde são realizadas aproximadamente 1200 cirurgias por ano, sendo metade para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Devido à demanda, o tempo de espera é de três a quatro meses e em decorrência disso, o paciente pode sofrer com quadros que envolvem demência, hemiplegia ou paralisia ou até o falecimento.

Caso o projeto obtenha a renda necessária para ser colocado em prática, o Hospital São José terá as seguintes mudanças:

– Reforma e ampliação de 50% da área física do bloco cirúrgico e ampliação de 22% da capacidade cirúrgica: com essa mudança a fila de espera dos pacientes passará de três a quatro meses para uma média de duas semanas.

– Qualificação da UTI com a construção de mais sete quartos para internação, melhorando a assistência e o controle de infecções e seguindo as normas da vigilância sanitária: há 20 anos, quando foi feita a última reforma no Hospital São José, as diretrizes eram outras. Naquela época, a medicina recomendava que todos os leitos compartilhassem a mesma área física, com o objetivo de facilitar a vigilância por poucos funcionários e reduzir custos, explica o Dr. Albert Brasil. Com os anos esse entendimento mudou, principalmente devido ao surgimento de bactérias resistentes e infecções cruzadas. Se observa nos hospitais uma gradual substituição desse modelo por boxes individuais independentes com funcionários e instrumentos individualizados por paciente. Esse novo modelo, que hoje a medicina considera melhor e mais barato, será o instalado no São José.

Assim como a última obra das Voluntárias Pela Vida na Santa Casa de Porto Alegre (construção da UTI pediátrica), sabe-se que o dinheiro tem destino confiável e oferece certeza de retorno social. O Hospital São José, assim como os demais do Complexo, merecem atenção especial, pois além de serem referências em suas áreas, dedicam todos os recursos tecnológicos e os profissionais todos os pacientes, independente da condição econômica (particular, convênio e SUS). A data de previsão da entrega da obra é outubro de 2018.

 

 

FICHA TÉCNICA:

Feijoada Beneficente Voluntárias Pela Vida

Atrações (todos os cachês foram doados): Zezé Di Camargo & Luciano, Claus e Vanessa, Dj Lê Araujo e saxofonista Vini Netto

Apoiadores: Acontece – Soluções em Eventos, Action, AD Decorações, Arroz e Feijão Namorado, Bibiana Flores, Chef Lúcio Gastronomia, Completa Locações, Comunicação Impressa, Dália Alimentos, Dr. Smith, Dudu das Caipiras, Frame Vídeo Produções, Grupo SLC, Jasmim Tapetes, LS8 Consultoria, Mark Som, Merci Decor, Mimos & Co, Morya, Nattan Carvalho, NB Eventos, Quater, Quitutes da Dinda, Sorvelândia e Vonpar.

Patrocinadores: Casa NTX, Censi Empreendimentos, De Conto, Elefante Letrado, Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho e Rádio Alegria.

 

 

Divider
Instagram
#VoluntariasPelaVida